André Selistre quer que hospital faça internações particulares e por convênios

 

É de conhecimento geral que o hospital Santa Casa de Santo Antônio da Patrulha, bem como todo hospital no Brasil, precisa encontrar meios de conseguir mais verbas para prestar um serviço melhor à comunidade. E, atualmente, os médicos patrulhenses que atendem no nosso hospital só fazem atendimento de urgência e emergência, não tratando de baixas para internação aqui.

Em razão disso, o vereador André Selistre, protocolou um Requerimento (nº 351/19) solicitando a Gerente Hospitalar, através da Direção do Hospital Santa Casa (Santo Antônio da Patrulha), Louise Chagas, pedindo informações sobre a possibilidade e a previsão para que médicos domiciliados no município possam iniciar os procedimentos de internação, através de convênios ou particular junto ao nosocômio.

André lembra que, em 2017, quando foi assinado o contrato da Santa Casa com o município, 30% do valor do contrato ficaria disponibilizado para convênios e particulares. Sabe-se que quando não é possível internar no nosso hospital através de convênio ou particular, a população é obrigada a migrar para outras cidades e internar em outro hospital, pagando um valor expressivo por este serviço, que poderia ficar na cidade, e agregar para a nossa casa de saúde. “Temos médicos de renome domiciliados no município, ótimos cirurgiões, que poderiam estar executando serviços aqui no hospital, caso fosse possível trabalhar por via particular ou plano de saúde”, completa o vereador.

Os médicos residentes que aqui trabalham não conseguem internar pacientes no nosso hospital. Caso isso se tornasse possível, seria uma medida que traria mais verba para o hospital e mais credibilidade ao nosso centro de saúde, pois englobaria atendimento SUS, particular e através de planos de saúde/convênios, trazendo ainda mais público e médicos para a nossa cidade.