INVESTIMENTOS: Câmara autoriza Prefeitura a contratar operação de crédito para pavimentação asfáltica

Na tarde desta segunda-feira, dia 10, na reunião da CCJ (Comissão de Constituição e Justiça), estiveram presentes os empresários do ramo de doces de Santo Antônio da Patrulha. Sergio de Jesus, doces Santo Antônio, Ênio Melo, DaColônia alimentos naturais e Rodrigo Guimarães, Doces Guimarães conversando sobre o encaminhamento de um Projeto de Lei, pelo Executivo, para autorização de uma operação de crédito, a fim de oportunizar obras de pavimentação asfáltica e infraestruturas das estradas Otávio Beijamin, Dos Guimarães, Rubens das Neves, Tomaz Onofre Barth e Antônio Osório dos Santos, na localidade de Costa da Miraguaia, em Miraguaia, 2º Distrito do município de Santo Antônio da patrulha.

O presidente da CCJ, o vereador André Selistre (PSB), vereadores e o Secretário Geral do Governo, Planejamento e Gestão, Ferúlio José Tedesco entendem que esta obra atenderá principalmente a demanda de escoamento da produção industrial e ao incremento ao turismo para diversas famílias que vivem na região. Os empresários também salientaram o anseio comunitário e um sonho das famílias, em serem beneficiadas com a pavimentação, uma vez que trará mais qualidade de vida, valorização e alto estima.

No mesmo dia, à noite, na 32ª Reunião Ordinária da Câmara de Vereadores foi aprovado por unanimidade o Projeto de Lei 214/2018, que autoriza o Poder Executivo (Prefeitura), a contratar operação de crédito junto ao BRDE – Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, até o valor de R$ 5.920.000,00 (cinco milhões e novecentos e vinte mil reais), destinados à pavimentação asfáltica.

 Os vereadores ressaltaram a importância da aprovação deste projeto, e agora caberá ao executivo os tramites legais para receber o recurso e a aplicação do mesmo.

 O possível financiamento será realizado para pagamento em 10 anos, sendo os dois primeiros de carência e os oito anos restantes de desembolso, dentro da linha de crédito do BNDES automático, com uma taxa de juros de TLP BNDES acrescida de spread do BNDES de 2.33% ao ano e spread do BRDE de 4% ao ano.