Após os vereadores terem sido marcados numa rede social por professores da EMEI Soneca, Escola de Educação Infantil localizada na Lomba da Páscoa, para que ajudem a solucionar alguns problemas antigos, os edis Marcelo Gaúcho e Antônio Vieira participaram de uma reunião na manhã desta terça-feira, 18, com a comunidade escolar e representantes da Secretaria Municipal de Obras.

O encontro ocorreu, a pedido do vereador Vieira, e teve a presença de pais de alguns alunos, professoras, Diretor de Obras, Delmo Tedesco, Diretor de Trânsito e Segurança, Paulo Rogério da Costa Silveira, Coordenador de Obras, Carlos Edeni da Luz e dos vereadores já citados. Segundo relato das professoras existem dois grandes problemas que atrapalham o funcionamento e a segurança da escola: o pó e a sujeira causados pelo grande fluxo de veículos naquela rua e a água que alaga a escola em dias de chuva. A estrada, de chão batido, é via de ampla movimentação, sendo caminho de linhas de ônibus e via de saída de trabalhadores uma grande fábrica de calçados com cerca de mil funcionários.

O Diretor de Obras informou que na primeira semana de Julho deste ano, a Secretaria estará resolvendo os problemas com a colocação de uma camada de asfalto frio em toda a frente da Escola, além de redutores de velocidade e placas de sinalização. Para barrar o alagamento, será colocada uma contenção no portão da escola para que a água não entre em períodos de chuva.

“Estamos de olho no prazo dado pelo Diretor de Obras, para que ele seja cumprido, pois, segundo os moradores, já faz alguns anos que a prefeitura é cobrada, mas até agora não tomou nenhuma atitude para resolver”, afirma Marcelo.

 

Foi Aprovado, por unanimidade, o Projeto de lei nº 129/2019 de autoria dos vereadores da bancada do Solidariedade, João Luis Moreira, Bacana e Eronita Andrade, Erô, que altera a Lei nº 6.817/2013 que dispõe sobre o Calendário de Eventos do Município, na 20ª Sessão ordinária da Câmara de Vereadores, ocorrida em 17 de junho.

Segundo o Projeto fica alterada a ementa da Lei nº 6.817, incluindo no Calendário de Eventos do Município no primeiro sábado do mês de setembro, o Dia Municipal de Combate e Conscientização do Câncer de Mama, Câncer de Pele e do Câncer de Próstata. Além disso, fica o Poder Público Municipal responsável por desenvolver anualmente, no âmbito da Secretaria Municipal da Saúde e suas Diretorias, dentro de suas estruturas e competências, e ainda, em parceria com entidades da sociedade civil e organizações não governamentais, atividades e programações especificas para o “Dia Municipal de Combate e Conscientização do Câncer de Mama, Câncer de Pele e do Câncer de Próstata”.

O principal objetivo deste projeto é alertar as mulheres e os homens para a causa do câncer de mama e do câncer de próstata, respectivamente e incentivá-los a promoverem o exame anualmente.

 

A terça-feira, 18, foi movimentada para o Vereador André Selistre. Acompanhado do Vereador Dirceu Machado, do Secretário Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, João Batista Adam e de moradores da localidade de Ribeirão, que também são membros da Comissão Especial de Acompanhamento das Obras da Estrada Santo Antônio da Patrulha/ Caraá, o edil, e Presidente desta Comissão, esteve em reunião com o Secretário de Estado de Obras e Habitação, José Luis Stédile pela manhã e, à tarde, em audiência com o Secretário de Estado de Logística e Transportes, Juvir Costella em suas respectivas Secretarias em Porto Alegre.

O Requerimento nº 406/19 foi entregue em mãos ao Secretário Stédile solicitando a viabilização de financiamento para o município de Santo Antônio da Patrulha, possibilitando a construção de 200 unidades habitacionais faixa-1, no município. Além disso, também foi pedido o auxílio da secretaria na viabilização de perfuração de poços e redes de água, beneficiando cerca de 150 famílias de quatro comunidades patrulhenses.

Aproveitando a ida até a Capital, a comitiva patrulhense também irá ao Gabinete do Secretário Juvir Costella, para agradecer o anúncio do Governador Eduardo Leite, que lançou, nesta segunda-feira, 17, um pacote de investimentos em estradas, com recursos disponibilizados pelo Estado e pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Serão R$ 301,4 milhões aplicados em 2019 para qualificar o sistema rodoviário estadual e o asfaltamento da estrada que liga Santo Antônio da Patrulha a Caráa está na lista das estradas favorecidas. “Uma conquista que levou anos, mas enfim se tornará realidade, deve ser exaltada e aplaudida, bem como os que estão envolvidos nessa realização. Representantes das duas cidades, Comissões Especiais, Poderes Legislativo e Executivo que foram incansáveis nessa vitória também estão de parabéns”, ressalta Selistre.

 

O vereador Rodrigo Massulo (PP), Presidente do Legislativo Patrulhense, tem na educação uma das suas maiores áreas de trabalho. Formado em Administração de Empresas e acadêmico do curso de Direito, Massulo entrou na luta para que a FURG traga o curso de Direito Noturno para o município de Santo Antônio da Patrulha.

A Faculdade de Direito (FADIR/FURG) já demonstrou interesse em promover este curso no município, porém, é necessário estudar a viabilidade desta proposta para, posteriormente, constituir uma comissão institucional com o objetivo de desenvolver o projeto político-pedagógico do curso. É provável que, a exemplo do que foi feito para a conquista dos dois últimos cursos que o Campus passou a oferecer (Engenharia de Produção e Administração), as instituições representativas da comunidade patrulhense e administração superior da FURG deverão unir esforços para a obtenção de vagas docentes e de técnicos em educação junto ao MEC para viabilizar essa nova graduação.

Sabendo da importância desta iniciativa, não só para Santo Antônio da Patrulha, como para a região, Massulo uniu-se à causa e encaminhou ofício à Reitora da FURG, Cleuza Dias, em nome do Legislativo Patrulhense, justificando a vinda deste curso para a cidade e o ganho educacional, cultural e social para toda a região. A aprovação deste requerimento, assinado por todos a pedido de Rodrigo, acontecerá na próxima segunda, dia 24.

Atualmente, o curso de Direito da FURG é oferecido apenas no Campus Carreiros, situado em Rio Grande, onde apresenta aulas diurnas e noturnas. "Recebi ofício do professor Valente, diretor do campus patrulhense, questionando nosso interesse. E é óbvio que não pensamos duas vezes, já estamos manifestando o apoio do Legislativo para essa conquista", diz Rodrigo Massulo.

 

A coleta seletiva ainda não é uma realidade no nosso município. Porém, Santo Antônio da Patrulha dispõe de uma Central de Triagem de Resíduos Sólidos Urbanos com Estação de Transbordo que faz um trabalho importantíssimo na separação e preparação de alguns itens que podem ser reciclados. Em visita a esta central, na tarde desta quarta-feira, 12, o vereador Marcelo Gaúcho pôde observar de perto as tarefas dos separadores de lixo, que fazem a triagem dos resíduos de forma manual, para que o que um dia foi descartado possa ter utilidade novamente.

A triagem consiste em separar os materiais, de acordo com o tipo (tipos de plástico, papel, papelão, alumínio, vidro) cor e forma, para que eles possam ser reprocessados como matéria prima ou reaproveitados. As triadoras abrem os sacos recolhidos na coleta, separam os materiais e os depositam em bombonas. Trata-se de uma etapa essencial no processo de reciclagem, sendo considerado o passo inicial para a produção de novos produtos.  Os critérios de separação (cor, embalagens com ou sem rótulo, com ou sem tampa) variam em cada empreendimento de acordo com uma série de fatores, dentre os quais destacam-se as exigências do mercado e a infra-estrutura disponível para a realização do trabalho, considerando o espaço, os equipamentos e ferramentas disponíveis em cada local. Depois de triados, os materiais são pesados, prensados, embalados e armazenados até que a venda seja efetivada.

Durante este processo, alguns dos trabalhadores das centrais, usinas ou cooperativas, conseguem “salvar” muitos objetos praticamente novos e, como foram descartados, podem ser utilizados novamente, inclusive por eles. Uma das trabalhadoras da triagem da central de Santo Antônio relatou que já encontrou jarras elétricas funcionando perfeitamente, roupas seminovas e até um celular em perfeito estado. A equipe explicou que, se o lixo viesse mais bem separado da casa das pessoas, facilitaria muito o trabalho na esteira. “Infelizmente, ainda tem gente que não separa o básico, que é o orgânico do inorgânico (ou reciclável) e contamina muitos dos produtos que poderiam ser reciclados, mas vão pros rejeitos por conta da contaminação”, destaca uma coletora. Como exemplo, citaram uma embalagem de shampoo colocada no mesmo local que o papel higiênico usado, não pode ser reciclada e é imediatamente rejeitada.

Marcelo conversou com as triadoras e a equipe, de mais de 15 pessoas, que trabalha no local. Apesar de ter riscos para a saúde (como cortes com produtos contaminados, intoxicação e outras lesões) todos eles se orgulham do que fazem e sabem da importância do seu trabalho para o meio ambiente. “Nosso trabalho pode não ser apreciado para os outros, mas pra nós têm grande valor e também somos valorizados financeiramente”, comenta uma triadora. O vereador parabenizou toda a equipe e elogiou o importantíssimo trabalho que todos fazem, favorecendo toda a comunidade patrulhense, além de pensar no futuro da humanidade.

Durante a visita, os trabalhadores continuaram seus afazeres sem parar, enquanto contavam um pouco de suas histórias e de como este trabalho proporcionou melhorias nas suas vidas. “Somos julgados por trabalhar com lixo, mas é um trabalho tão digno quanto outro”, disse. Gaúcho salientou que se todos fizessem a sua parte, separando o lixo em suas casas, ajudaria muito o trabalho dentro das centrais de triagem de resíduos, aumentando a produção de materiais para reciclagem, pois já viriam melhor separados, poupando tempo das triadoras na esteira. “São pequenas ações que podemos fazer no nosso dia a dia e que terá um impacto gigante no futuro”, lembra o vereador.

As vantagens da separação do lixo doméstico ficam cada vez mais evidentes. Além de aliviar os lixões e aterros sanitários, chegando até eles apenas os rejeitos, grande parte dos resíduos sólidos gerados em casa pode ser reaproveitada. A partir disso, é possível saber de algumas dicas que podem auxiliar na separação do lixo em casa, como: Não misturar recicláveis com orgânicos; colocar plásticos, vidros, metais e papéis em sacos separados; lavar as embalagens do tipo longa vida, latas, garrafas e frascos de vidro e plástico e secá-las antes de depositar nos coletores; os papéis devem estar secos (podem ser dobrados, mas não amassados); embrulhar vidros quebrados e outros materiais cortantes em papel grosso (do tipo jornal) ou colocados em uma caixa para evitar acidentes (muitos coletores já se cortaram por causa do mau armazenamento de vidros no descarte para os caminhões de lixo); garrafas e frascos não devem ser misturados com os vidros planos.

“O trabalho dentro da central é fantástico. Os triadores fazem o que deveríamos fazer nas nossas casas. A consciência de que o lixo pode e deve ser reaproveitado deve começar dentro dos nossos lares, nas nossas famílias”, disse Marcelo.